26 outubro 2020

Um novo crime contra o meio ambiente do país

 

por Reinaldo Canto, especial para a Envolverde – 

Retirar os brigadistas do Ibama da linha de frente ao combate de incêndios é indefensável

Os biomas brasileiros vêm sofrendo há meses perdas irreparáveis em razão de terríveis incêndios. As razões são múltiplas, entre elas, secas rigorosas causadas pelas mudanças climáticas cujos efeitos são cada vez mais perversos. Mas aqui destaco outro fator tão ou mais nefasto que os fenômenos climáticos: a omissão e a cumplicidade do governo central do país.

A ordem do diretor de proteção ambiental do Ibama, Olímpio Ferreira Magalhães,  determinando o retorno das brigadas denominadas Prevfogo para voltarem as suas bases alegando falta de recursos financeiros parece fazer parte de alguma alucinação, talvez de uma realidade paralela na qual problemas como o histórico aumento das queimadas nos biomas brasileiros e só para ficar num exemplo, a destruição de 4 milhões de hectares no Pantanal ou cerca de 20% de sua área, simplesmente não estivessem ocorrendo.

A decisão tomada ontem, quarta-feira (21) determinou o retorno imediato dos brigadistas que atuam no Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo). Mesmo que as chuvas tenham contribuído para reduzir os focos de incêndio, o problema ainda persiste continua grave e está longe de ser debelado. Por isso mesmo interromper os trabalhos neste momento não faz nenhum sentido.

Segundo o secretário-executivo do Observatório do Clima, Márcio Astrini, alegar falta de recursos é absurda. “Neste momento, o governo tem mais de R$1,5 bilhão parados no Fundo Amazônia e está sendo processado no Supremo por omissão, pela não utilização deste dinheiro, e diz estar retirando os fiscais por falta de recursos”.

Dados do INPE – o Instituto de Pesquisas Espaciais – mostram que neste ano já foram computados mais de 89 mil focos de incêndio na Amazônia. Aumento de 25% em relação ao ano passado. Já em relação ao Pantanal a situação consegue ser ainda mais dramática ao registrar um crescimento nos incêndios na ordem de 217% este ano quando se compara a 2019. Um quarto do Pantanal já foi destruído pelo fogo e as perdas em sua fauna e flora possivelmente jamais seja recuperado.

Para um governo que se intitula “patriótico” ações ou omissões como as que temos visto que contribuem para a destruição de nosso capital natural pode ser considerado um crime contra a nação e contra todos os brasileiros. (#Envolverde)

Reinaldo Canto é jornalista, foi diretor de comunicação do Greenpeace no Brasil, gerente de comunicação do Instituto Akatu, é professor universitário e atualmente está na vice-presidência do Instituto Envolverde.

 

 

11 agosto 2020

A SOCIEDADE ATUANTE NA DEFESA AMBIENTAL

 

SANEAMENTO BÁSICO: VERGONHA NACIONAL

 

28 julho 2020

O MUNDO DE OLHO NA AMAZÔNIA


23 julho 2020


22 julho 2020

DIÁLOGOS ENVOLVERDE LIVES SEMANAIS - LIXO QUE NÃO É LIXO!